Paulínia - SP

Unidade Química de Paulínia

  Paulínia Industrial Plant Click to enlarge
A unidade industrial da Rhodia em Paulínia (SP) faz parte de um dos mais importantes polos de produção de químicos do Brasil, atendendo mercados variados no País e no exterior. Sua história teve início em 1942, quando a empresa comprou a Fazenda São Francisco da Barra para plantar cana-de-açúcar e produzir álcool, para garantir o abastecimento de suas fábricas em Santo André durante a II Guerra Mundial. Em 1944, a usina produziu seus primeiros 15 mil litros de álcool. Catorze anos depois, em 1958, a cana começaria a ceder espaço para as primeiras unidades industriais. 

Atualmente, o conjunto industrial produz milhares de toneladas de produtos químicos por ano, além de sediar o Centro de Pesquisa e Inovação de Paulínia, um dos polos globais de Pesquisa e Inovação do Grupo. Operando num sistema de plataforma industrial, como um condomínio, a Rhodia de Paulínia fabrica especialidades industriais e especialidades para produtos de consumo, além de produtos como fenol, bisfenol e ácido salicílico. Com seus diferenciais, o complexo de Paulínia tem atraído novas empresas que se instalam nesse condomínio industrial, beneficiando-se da infraestrutura proporcionada pela Rhodia. Atualmente, são nove empresas de diferentes setores de atividade, entre eles produtos veterinários, agroquímicos, insumos farmacêuticos e látex. 

A Unidade Química de Paulínia é um exemplo de valorização e preservação do meio ambiente. Certificada pela norma ISO 14000, um dos sistemas mundiais mais rigorosos de gestão em Responsible Care, possui uma série de projetos ambientais e também mantém em patamares de excelência os indicadores de segurança industrial e higiene ocupacional. A Rhodia de Paulínia é respeitada, ainda, por sua transparência no relacionamento com a comunidade e pelo seu compromisso em contribuir para o seu desenvolvimento por meio de projetos sociais como o Alquimia Jovem.

A Unidade Química de Paulínia em números:

Paulinia-numeros