O ‘Wall Street Journal” posiciona a Solvay como a 52º empresa mais sustentável do mundo, considerando  5.500 empresas pesquisadas

 

Bruxelas, 13 de outubro de 2020

 

A Solvay entrou para a primeira lista do Wall Street Journal das 100 empresas gerenciadas de forma mais sustentável no mundo , ocupando a 52ª posição entre as mais de 5.500 empresas de capital aberto pesquisadas. Métricas de sustentabilidade como modelo de negócio e inovação, questões sociais externas e de produto, questões ligadas aos empregados e local de trabalho e meio ambiente foram consideradas no cálculo e na metodologia do Jornal.

“Este é um grande reconhecimento para a Solvay”, comentou a CEO da Solvay, Ilham Kadri. “Temos assumido muitos compromissos sustentáveis na forma como conduzimos nossos negócios e é gratificante ver isso reconhecido. Nosso mundo tem uma população cada vez maior e recursos limitados, e nunca enfrentamos tantos desafios ambientais e sociais. Na Solvay, estamos elevando o padrão com uma visão holística sobre Clima, Recursos e Uma Vida Melhor. Eu realmente acredito que a sustentabilidade é um caminho para a lucratividade e desempenha um papel no sucesso de qualquer empresa”.

A sustentabilidade é a base das atividades da Solvay, conforme descrito em seu plano de sustentabilidade Solvay One Planet. O plano descreve dez metas ambiciosas para impulsionar o progresso em três pilares principais: Clima, Recursos e Uma Vida Melhor. Para cumprir esses objetivos, a Solvay se compromete a realocar os investimentos para promover a sustentabilidade em seu portfólio, operações e local de trabalho. O plano atende aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e está alinhado com o Acordo de Paris de 2015.

Recentemente, a Solvay deu um passo adiante na sua ambição de sustentabilidade e se comprometeu a revisar seus objetivos para 2030 ,as emissões de gases de efeito estufa em linha com a iniciativa de Metas Baseadas na Ciência.